Recuperação Judicial não autoriza suspensão da execução contra avalistas.

O STJ decidiu que a concessão do pedido de processamento de recuperação judicial não interfere nas relações do credor com os coobrigados da devedora, e, se os seus sócios foram avalistas deve prosseguimento a execução contra estes, assistindo, ao exequente, o direito de promover, autonomamente, o crédito em relação aos avalistas.

Fonte STJ – REsp 1095352 – SP

Acesse nossas redes sociais clicando nos ícones abaixo!

              

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *